Lanchonete da cidade


Uma lanchonete a menos na minha lista de "lugares para conhecer e engordar"! Sim, eu tenho uma lista com os lugares que ouço muito dizer que é legal, ou que li em algum lugar, ou ainda que simplesmente passei na frente e achei que seria uma boa parar para pesticar alguma coisa. A Lanchonete da Cidade foi uma das que eu li muito a respeito, estava na fila e, novamente, só fui conhecer por acaso, de repente, em mais um domingo ocioso.


Decoração simples e eficiente para te levar de volta aos anos 60/70. Não que eu tenha vivido esses anos, mas a decoração da minha casa anterior era muito neste estilo. As cadeiras inclusive eram bem parecidas! Talvez tenha sido por isso que achei o lugar com o clima bem confortável. A única ressalva quanto ao ambiente que tenho é a localização dos banheiros, que eram muito isolados e dava até a impressão que eu poderia ser assaltada no caminho. Pois é, eu sou neurótica assim!


O atendimento é excelente. Parece que não há muitos garçons até que a comilança começa. Seu prato esvazia, já aparece um perguntando se pode retirá-lo. A bebida termina e surge outro perguntando se quer outra. No tempo e jeito certo, sem dar a impressão de expulsão ou que sou retardada.

Mais um lugar na minha lista....
Pedimos para acompanhar os lanches a Batata da Cidade e a Batata Rústica. Na verdade o que muda mesmo entre as duas é o formato da batata, a primeira em palito e a segunda em rodelas, porém ambas acompanham folhas de alecrim e alho - que não acrescentam lá muito sabor. Mesmo assim estavam muito gostosas.


Meu hamburguer escolhido foi o Moraes: pão francês em formato redondo (que sacadinha legal), carne, queijo da casa, tomate caqui, agrião e aaaalho! Estava excelente! Por mim poderia ter mais alho, mas sei que essa é uma opinião muito pessoal e seria intolerável para o resto do mundo.


Outra coisa que gostei muito foi o tamanho do lanche: ideal para satisfazer sem me estufar até o limite. Em certos casos isso pode ser um defeito (um amigo meu teve que pedir dois lanches para matar a fome), eu mesma sempre digo que gosto de comer como se não houvesse amanhã. Só que às vezes é bom sentir-se cheio e ainda conseguir andar. Ultimamente tenho apreciado muito isso.
Deve ser a idade.

Montagem feliz das fotos artísticas do milk shake do Artur

Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu rolando com moderação e bem feliz
  • Preju: R$46,00
  • Unidade visitada:
    • Alameda Tietê, 110
    • (11) 3086-3399
  • Horário de funcionamento: de segunda à quinta das 12:00 às 23:00; sextas e sábados das 12:00 às 0:00 e domingo das 12:00 às 22:00
  • Delivery: sim, inclusive online!
  • Site para maiores informações: http://www.lanchonetedacidade.com.br 

Comentários

  1. Preciso voltar na Lanchonete da Cidade...faz tempo que fui lá e acabei me decepcionando um pouco pois fui com muita expectativa...e para falar a verdade não gostei muito do pão francês redondo...rs..ainda prefiro o bom e velho pão macio...

    Abs,
    Carlos

    ResponderExcluir

Postar um comentário