quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Diletto

Aquele cantinho no Jardins tá cheio de sorveteria feliz, o que é ótimo! Quando estou por lá dá para escolher entre várias opções ótimas. Acho que a Diletto foi a que conheci por último porque já tinha experimentado vários picolés deles que são vendidos em carrinhos em shoppings ou em geladeiras de açougues e pet shops (sério!).

Adorei esse urso na porta!

Não havia muito mais opções de sabores (acho que existem mais de picolés e talvez algum ali fosse exclusivamente de massa) e fui de limão siciliano porque é meu sabor favorito e era igualzinho a versão picolé! Igualmente carinho também, o valor é por número de bolas e é possível pedir uma cobertura por (claro) uns reais a mais. Escolhi a calda de chocolate quente, daquela que forma uma camadinha dura depois de um tempo, simplesmente amo isso e ficou ótimo! E vem em um potinho de vidro bonitinho que levei para casa porque tenho dessas manias bestas e nem sei o que vou fazer com ele!


Estava muito bom mas foi pouco sorvete pro meu gosto e bolso. O atendimento foi muito bom, o espaço para se enrolar lá é ótimo mas terminei a minha tarde de sábado no outro lado da rua, em pé na calçada, com uma paleta na mão.

Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu com vontade de mais sorvete, então atravessou a rua e foi na concorrência
  • Preju: R$12 
  • Unidade visitada:
    • Alameda Lorena, 1969 - Jardins
    • Esquina com a Rua da Consolação
    • (11) 4371-4454
  • Horário de funcionamento:
    • Segunda à sexta, das 11:00 às 21:00 
    • Sábado, das 11:00 às 22:00
    • Domingo e feriados, das 11:00 às 20:00
  • Lotação: 45 lugares
  • Site: http://www.gelatodiletto.com

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Los Paleteros

A moda das paletas chegou com tudo e mesmo no inverno (na teoria) o pessoal continua a fazer filas para poder comprar um. Já conhecia o Me Gusta e agora abriu um Los Paleteros bem pertinho, no Shopping Eldorado, weee! É um quisoque que não fica perto de outros lugares com comida e mesmo assim todo mundo sabe onde ele está.


Claro que pedi o de morango com leite condensado e estava muito bom! A paleta em si parece ser feita só de morango e água, mantendo aquele azedinho da fruta, e o leite condensado (farto e puro) no meio equilibra tudo. Minha irmã pediu o de mousse de maracujá, roubei um pedacinho e gostei muito também.
Ah, eles abrem a embalagem e te entregam no jeito para só puxar pelo palito e sair comendo.

Em outra ocasião pedi o de iogurte com amora e infelizmente este já não me agradou tanto assim. Os pedacinhos de fruta eram bem presentes mas já estavam bem amargos, quase amarrando na boca, e o iogurte não conseguia salvar isso. Não sei como, mas se as amoras estivessem mais vivas e doces seria um sabor e tanto! 


Ainda quero experimentar outros sabores e espero que o saldo final continue positivo. Passei na drogaria com a paleta ainda na mão e fiz várias funcionárias passarem vontade, hehe. Foi uma ótima adição para o shopping junto com a sempre linda Bacio di Latte. Agora só falta abrir qualquer filial de casa de chá para que eu more por lá para sempre.


Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu feliz mesmo estando frio!
  • Preju: R$8
  • Unidade visitada: 
    • Avenida Rebouças, 3970 - aka Shopping Eldorado
    • Quiosque em frente à Saraiva, no 1º piso
    • (11) 2197-7400
    • shopping.eldorado@lospaleteros.com.br
  • Horário de funcionamento: todos os dias, das 10:00 às 22:00
  • Site: http://www.lospaleteros.com.br

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Receita: Tentativa de cheesecake

Adoro cheesecake e em alguns lugares o preço por uma fatia é absurdo (no caso do Tea Connection é ridículo, eles reduziram a porção, que agora termina em duas bocadas, por R$12!). Dia desses estava vendo um programa de culinária e, vendo a pessoa com muita prática fazendo, achei que não seria tão horrível tentar fazer o meu próprio cheesecake. Que engano!

Não explodi a cozinha, mas ficou longe de um bom cheesecake.
Aliás tenho a impressão que tudo que faço fica com cara de alienígena...


Porção: ...um cheesecake?
Nível de dificuldade: médio, há duas etapas e chance de sair do ponto

Ingredientes: 
  • 1 quilo de ricota fresca
  • 1  xícara (chá) de açúcar 
  • 4 ovos grandes 
  • 1 colher (sopa) de essência de baunilha 
  • 1 colher (sopa) de licor Strega (ou Cointreau ou Triple sec)
  • Raspas de limão
O chá não faz parte da lista

Modo de preparo:
Aqueça seu forno a 200ºC.
Separe as claras e bata-as até alcançar o ponto de neve.


Bata a ricota, o açúcar, as gemas, as rapas de limão, a baunilha e o licor em velocidade média até que a massa fique macia. Acrescente as claras em neve em 3 partes e mexa com cuidado para não perder a maciez.
Despeje a massa em uma forma untada e nivele. Assim que colocar no forno, reduza a temperatura para 175ºC e deixe-a assando por uma hora à uma hora e dez minutos.
Neste ponto, a massa terá crescido nas beiradas e o meio ainda estará mexendo um pouco. Desligue e deixe a porta do forno um pouco aberta. Deixe-o esfriar completamente dentro do forno.
Coloque na geladeira por pelo menos 3 horas antes de servir.

Onde aconteceu a cagada:

Para começar achei o preço da ricota muito caro e comprei só metade, assim faria só meia receita para testar porque já estava prevendo que não iria acertar! Também acho que a que comprei não estava tão fresca assim, ou não sei se o equivalente seria comprar o creme de ricota, porque a massa ficou empelotada do começo ao fim e, depois de pronta, ainda ficou bem porosa e seca sendo que deveria ter ficado mais alta e fofa.


Outro problema é que ninguém em casa bebe, então a coisa mais próxima de licor que tinha em casa foi a amarula, que no fim sumiu e não encontrei nem lembrança dela.

Por enquanto não vou tentar fazer o cheesecake de novo, é mais seguro comprar um pronto!  

Ingredientes e preparo da calda: 
  • 1 caixa de morango
  • 1 colher (sopa) de açúcar 
Levar em fogo baixo e mexer até atingir a consistência de geleia (deu tudo certo com essa parte porque mamãe quem fez, hehe)

A foto e a calda favorecem, não parece que deu tão errado xD

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Madero

Estava com a família no Shopping Eldorado e resolvemos enfrentar a filinha de espera do Madero. A entrada é meio estranha, com uma moça que faz as reservas, dois cardápios, uma escada encaracolada e um letreiro meio brega; ao contrário do salão em si que é bem espaçoso e eu nem sei onde foi que eles encontraram tanto espaço naquele andar para construir! Não foi à toda que a inauguração demorou em relação a quando começaram os anúncios.


Não temos o que reclamar do atendimento, que foi desde o início muito prestativo. Minha sobrinha havia ido em outra unidade e não aprovou os chás gelados, então pedimos sucos naturais de laranja e uva que estavam mui bem feitos. As entradas nos assustaram e, como os hamburgueres viriam com fritas, desistimos delas.


Pedi um Cheeseburguer Madero (que na verdade também vem com salada) e o meu era o único da mesa com a carne ao ponto - e ela nem era tão grossa sim (embora devesse ser pelo preço), não era algo difícil de ser feito. Não só o meu veio bem passado (nada contra, também gosto) como alguns da mesa vieram ao ponto (o que não deixou as pessoas tão felizes assim). O toque mais legal dele foi o gostinho de carvão. E as fritas? Que decepção, com certeza eram daquelas congeladas de supermercado, buuu!


Minha mãe foi a única que pediu um prato, o Fettuccine do chefe, e eu achei melhor que o hamburguer. Claro que não passou no padrão mamãe de qualidade porque o sabor era meio forte pro gosto dela e estava cheio de queijo (nada contra de novo, hehe).


Graçasadeus as sobremesas foram melhores: o brownie veio nadando em calda de chocolate e lâminas de amêndoas e só não foi perfeito porque poderia com certeza ser maior; e o cheesecake veio bem servido, a calda de morangos e blueberries estava sensacional, o gosto da parte cheese bem suave e eu só acho que poderia ser um pouquinho mais firme, isso só porque estou acostumada com o padrão gringo, queridammm.


Se volto? Com esse preço e esse hamburguer, nem que não tivesse fila e a sobremesa fosse gratuita.


Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu ok e não muito feliz
  • Preju: uns R$50
  • Unidade visitada: 
    • Avenida Rebouças, 3970 - Pinheiros
    • Shopping Eldorado, último piso, no canto perto do Gendai e Playland
    • (11) 3816-0204
    • eldorado@restaurantemadero.com.br
  • Horário de funcionamento: 
    • Segunda à quinta, das 11:30 às 15:00 e das 18:00 às 23:00
    • Sexta, das 11:30 às 15:00 e das 18:00 à 0:00
    • Sábado, das 11:30 à 0:00
    • Domingo e feriados, das 12:00 às 23:00
  • Visa vale? Sim!
  • Site: http://restaurantemadero.com.br

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

12º Okinawa Festival

Fui pela primeira vez no Okinawa Festival, muito movida pela curiosidade e pelo infortúnio de ter perdido o Festival do Japão deste ano. A estrutura é muito parecida, só que em menores proporções: muitas barracas de comida, de produtinhos, palco com apresentações, arquibancada e velhinhos felizes. O que tinha de diferente era um chão de terra que às vezes levantava uma poeira pra cima das barracas, nada muito preocupante porque ninguém passou mal depois, ae!

Graaande tiozinho do soba, na quarta foto!
O padrão dos preços dos pratos mais legais era R$20. A princípio achei caro mas a maioria vinha com muitos acompanhamentos e dois deles encheriam muito o meu estômago. O esquema aqui era dividir os pratos para experimentar mais coisas diferentes, hehe. E mesmo assim não consegui roubar mais que um pedaço do okonomiyaki (que tinha a maior fila, mas nada comparada a do mesmo prato no Festival do Japão). Não sei se era porque estava muito cheia, achei o molho meio forte e salgado demais.


Meu maior objetivo era experimentar o soba, que era vendido em duas barracas pelo mesmo preço. O diferencial foi o tiozinho da primeira, que era super simpático e feliz e caprichou na porção de barriga de porco, que estava ótimo e acho que era a melhor parte do prato, hehe. Juro que quando pedi pensei que fosse um pouco mais light, que peeena que tinha a barriga! O macarrão parece um udon al dente; o molho era bem diferente, não era à base de shoyu e era mais temperado. O único defeito foram os vários pedaços malignos de gengibre (para mim que sou fracote).


Também experimentei o shimeji com salmão (que só mandou lembrança, havia só algumas lasquinhas aqui e ali dele. Mesmo assim curti porque afinal é shimeji) e a costela com misso, que era muito boa, com um molho de misso de matar de tão bom (pena que não tinha como comer direito, com falta de apoio pro prato e tal). E para beber, uma raspadinha que nunca derretia mas que para aquele calor valeram os R$5!


Como sou preguiçosa, acho que não volto ano que vem por causa da distância e da minha completa falta de senso de direção na zona leste. Só por isso também! Ah, para quem quiser ir ano que vem, eles só aceitam dinheirinhos e não tem caixa eletrônico para sacar lá.


Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu cheia feliz mas com muita sede e cansada
  • Preju: uns R$35
  • Onde: 
    • Associação Okinawa de Vila Carrão
    • Praça Haroldo Daltro, 297 - Vila Carrão
  • Período: 6 e 7 de setembro, das 11:00 às 21:00 (sab) e 20:00 (dom)
  • Site: http://www.okinawafestival.com.br

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Delivery do America

Fiquei muito, muito feliz quando descobri que o America (especificamente o do Shopping Eldorado) entregava comida na minha casa. Veja bem, no bairro que moro só tem pizzarias (e como tem) e chega uma hora que você enjoa de pedir a mesma coisa - e ao mesmo tempo tem uma preguiça danada de sair para comer ou fazer algo em um final sábado super preguiçoso.


Acho que já pedi umas 4 ou 5 vezes e só tive problemas uma vez, foi bem feio. Parece que a moto que vinha trazer o meu pedido quebrou e, ao invés de fazerem uma nova leva de comida para um outro motoqueiro entregar, o segundo encontrou com o primeiro no meio do caminho e continuou as entregas. Mesmo assim rolaram 2 horas de atraso e uma comida do avesso e fria. Não tive que pagar por isso, mas a solução encontrada não foi nada boa para mim. Minha sorte (dada a situação de atendimento ao consumidor brasileiro) é que me trataram super bem e, dias depois, tive um pedido formal de desculpas e blablabla.

WTF?
Fora isso os outros pedidos vieram ótimos, quentes, inteiros e bem feitos, igualzinhos do restaurante. É possível pedir quase tudo do cardápio (na verdade ainda não encontrei nada que não pudesse), certa vez pedimos um farofino que veio montado em um copo de isopor e estava tudibom! Junto com a entrega vem um cardápio detalhado que também diz quais pratos chegam mais inteiros.


O telefone para pedir é o (11) 5644-2222. Como há vários Americas por aí, é bem capaz que algum seja legal e entregue onde você estiver. Na primeira entrega, eles ligam de volta para confirmar o telefone e o endereço de novo, por precaução; nos outros pedidos a coisa fica mais fácil. Parece que também dá para pedir online no http://www.restauranteamerica.com.br/delivery-login.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Big Kahuna: International Bacon Day + Sanduweek + menu regular

Neste último final de semana rolou o International Bacon Day no Big Kahuna, junto com os últimos dias do Sanduweek. A fila no almoço de sábado estava tensa, sorte que meu amigo chegou um pouco mais cedo e conseguiu uma mesa! O atendimento estava meio confuso, o moço não estava muito familiarizado com os lanches temporários e demorou muito para que eles chegassem (mais de meia hora, depois que reclamamos).

Weee ganhamos um botton!

A espera, pelo menos, valeu muito a pena!
Não tive coragem de pedir nada do menu de bacon, mas experimentei o Baconporn alheio e... só tinha gosto de bacon mesmo, nem precisava ter carne, queijo e salada, daria na mesma!  Gosto muito dessas tirinhas gordurentas mas nesse nível fica enjoativo, não conseguiria comer um lanche desses inteiro!


Fui de Captain Koons, do menu do Sanduweek: hamburguer de costela com manteiga café paris (não senti), queijo gruyere, prosciutto (dava um toque, ouso dizer, melhor que o bacon. Uuuuh!), brotos de alfafa (também não senti) e sour cream (que por mim poderia ter vindo de litros). Estava bom demais, mesmo sendo um pouco difícil de comer! *-*


A terceira opção da mesa foi do menu regular, não lembro o nome mas era um lanche de frango empanado com catupiry e alface que, para variar, estava ótimo. Em outra oportunidade, que só postei no Facebook, eu havia pedido o Farmer John, que é um hamburguer transbordante de shimeji muito correto.  Acho que eles não conseguem errar a comida.


Antes disso ainda havíamos pedido uma porção de batatas fritas taludas com alecrim e alho. Ou seja, sai cheia mesmo com o estômago de gorda que adquiri na última viagem. 
Acho que este lugar está entre as minhas hamburguerias favoritas de São Paulo, ^^


Post relacionado:

Ficha feliz de novo:

  • Satisfação da gordinha: saiu rolando feliz de novo
  • Preju: R$48
  • Unidade visitada:
    • Alameda Lorena, 53 - quase chegando na Brigadeiro
    • (11) 3051-6268 e 4561-6770
  • Horário de funcionamento:
    • Terça à sexta, das 12:00 às 15:00 e das 19:00 às 23:00
    • Sábado, das 12:00 à 0:00
    • Domingo, das 13:00 às 23:00
  • Lotação: 65 pessoas
  • Site: http://bigkahunaburger.com.br