domingo, 19 de abril de 2015

Feirinha Gastronômica da Magali

Fomos sábado na Feirinha Gastronômica da Magali pensando que talvez não estivesse tão cheio porque muita gente foge da cidade no feriado e rolava em um lugar não muito perto do metrô Barra Funda (era preciso pegar um ônibus, pelo menos era rápido). Que nada! Às 13 horas o evento tava bombando com filas gigantes, crianças malucas e cachorros quase pisoteados pra todo lado!


Como cheguei antes dos meus amigos, fui encarar a fila do hamburguer que não estava nada amigável (e ficou ainda pior e absurda com o passar das horas) e demorei, entre esperar para pagar e para pegar o hamburguer pessoalmente, uns 40 minutos sob um sol torrante. Era o Red Wings, com maionese trufada (que nem senti), hamburguer de fraldinha, pasta de 5 queijos (que não devia ter nem 3 e tinha a cara meio sinistra), tomate marinado (na verdade era uma fatia de tomate mesmo, eu vi as moças cortando na hora) em pão vermelho especial (que só era tingido de vermelho mesmo). Estava muito bom, pena que não foi o suficiente para matar a maior parte da minha fome porque não queria mais encarar fila alguma! Ah, e não era possível escolher o ponto da carne, era bem passado pra todo mundo - e faz sentido considerando o número de crianças presentes.

Fila maldita
Fiquei só na vontade de comer espetinhos e marshmallows recheados de brigadeiro ou cookies com sorvete. Aliás essa barraca de doces (Doçuras e Travessuras do Penadinho) foi a que teve o estoque esgotado mais cedo e quando consegui comprar nela só havia brownies de nutella ou pasta de amendoim (provavelmente porque eles não estavam descritos no menu da barraca). Levei o de nutella para comer em casa porque a cobertura ficou toda grudada na tampa da marmitinha! A massa era boa, bem molhadinha e tal, pena que a nutella parecia ser genérica (ou simplesmente ressecou, quem sabe?) e tinha muita manteiga, não sei se no próprio brownie ou para untar.


Falando nisso, se eu não tivesse lido o release do evento antes, não saberia de muitas coisas e teria perdido um tempo danado tentando achar os menus de cada barraca.  Por exemplo, que na barraca de churros vendia um bom mate com limão ou suco de abacaxi com limão siciliano e gengibre por um preço camarada.

Compraram churros também, esse era recheado de banana e canela
Encerrei a aventura com uma paleta de morango com leite condensado do Me Gusta - embora tivesse comprado uma de banana com nutella, que havia se esgotado sem o moço perceber. Outras comidas clicadas foram o hot dog francês de salsicha Frankfurter, queijo cremoso, ketchup de melancia (?) no pão artesanal por R$15 (ow cachorro quente caro paporra) e a tapioca de mix de cogumelos, uvas verdes e mussarela de búfala (que tinha um matinho no tempero que não me agradou) porque não estavam com filas absurdas. Alias quem quisesse encontrar a paz plena era só ir na barraca de saladas, ninguém cobiçava aqueles copos cheios de verdura. xD


Ainda rola hoje, domingo, e por isso que este post está sendo publicado antes, oooh! Se você ler isso a tempo, apareça se possível as 11, não leve os cachorros para sofrer e algumas barracas aceitam cartões de débito e crédito.

Gramado que tinha na frente, salvou vidas!
 Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu querendo mais porém com receio de pegar chuva e filas intermináveis
  • Preju: hamburguer R$18, mate R$5, brownie R$10, paleta R$8
  • Unidade visitada: Avenida Marquês de São Vicente, 2301 - Jardim das Perdizes
  • Quando rolou: 18 e 19 de abril das 11:00 às 19:00
  • Site: http://www.facebook.com/events/1418185168497868

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Curso rápido de Doces de Padaria da Loja Bondinho

Estava ensaiando há um tempinho em ir em um desses cursos promovidos por lojas que vendem artigos profissa de confeitaria e fui em um sobre doces de padaria da Loja Bondinho, realizado pela Rose Vitiello - que é muito bacana, super simpática, explica tudo muito bem, muito prestativa, conta muita história engraçada e ainda dá discursos motivacionais e dicas básicas de economia. Só não digo que não senti as 3 horas passarem porque as carteiras não eram muito confortáveis, fiquei um pouco torta para conseguir enxergar tudo e a dor na cervical atacou que foi uma beleza. xD


O melhor de tudo é que a aula era gratuita! Há várias desse tipo, ou que pedem uma taxa bem singela. Ótimo para muitas mulheres que querem vender docinhos por conta própria e não tem muita grana para começar ou curiosas, como eu. É muito legal ver a coisa se transformando ao vivo, podendo perguntar o que quiser na hora que quiser (bem, pelo menos a Rose era legal assim, de responder conforme ia fazendo) e principalmente prestar atenção em detalhes como ponto da massa e textura do produto final.


Para encerrar ainda teve degustação das receitas, weee! Estava tudo muito bom, mesmo com recheio que levava chocolate branco! Pena que a massa da carolina não era exatamente a que eu queria aprender e provavelmente nunca farei sonho em casa, pelo menos não nas próximas décadas, porque dá um trabalhinho considerável.


De bônus ainda tinha a loja em si, com muitos produtos bacanas que não são encontrados nos mercados comuns, além de produtos que eu nem sabia que existiam! Já que estava lá, comprei gotas de chocolate e formas redondas para tentar fazer com que meus cookies fiquem menos deformados na próxima tentativa.
Outras coisas legais que vi por lá mas não couberam no orçamento foram as bases prontas para tortas, muitos produtos do chocolate Callebaut, forminhas, formas, amêndoas (e até a farinha dela pronta) e ferramentas para decorar fofinhas.

O que sobrou da aula xD

Mais informações sobre os cursos no site deles e a loja fica na Avenida Pompéia, 1785. Fui andando do metrô Vila Madalena e demorei uns 13 minutos (se você andar na velocidade do google maps chega em 10).

terça-feira, 14 de abril de 2015

Restaurant Week: Cabaña del assado

Eu não consigo me cansar do Restaurant Week e sempre quero tentar ir em pelo menos um restaurante. Desta vez ficou fácil quando me interessei pelo menu do Cabaña del Assado e ainda descobri que a unica unidade a participar no almoço era justamente a que ficava muito perto de casa!

Conhecia-o de passar na frente, achei estranho e quando fui para valer continuei com essa mesma impressão. Jamais imaginaria, pela fachada, que dentro havia um salão tão grande e bonito! Um bom espaço para grupos grandes (enquanto ficamos lá vimos 3 famílias inteiras comemorando aniversários). Tinha feito reserva pelo Best Table, que era integrado ao site do RW, mas nem precisava.


Fomos bem atendidos, há muitos garçons circulando pelo salão e eles tem umas frescurinhas felizes como servir os acompanhamentos, que chegam em panelinhas, na hora. Também nos deixaram bem em paz na mesa quando acabamos de comer e queríamos enrolar mais um pouquinho - acho isso ótimo!


Meu set RW foi empanada de entrada (boa, a carne era bem temperada, só não era tão boa quanto da praça da República xD); entrecôte (uma carne que não sei ao certo qual era, altinha, acompanhado de batatas fritas [que pareciam congeladas, mas tudo bem], arroz biro biro e farofa. Pedi ao ponto pro bem e veio um pouco mais ao ponto, tudo bem para mim) e pudim de leite de sobremesa (normal, e claro que o da minha mãe é melhor).


A outra opção de prato principal (nem consideramos as outras de entrada e sobremesa porque eram bem bestas) era porco preto alentejano, que não sabemos até hoje qual é a diferença para a carne de porco standard, mas era boa. O problema é que vinha menos carne e meu amigo (que já tem sérios problemas com saco-sem-fundice) não saiu plenamente satisfeito.

Curti o custo benefício RW mas provavelmente não voltaria sem alguma promoção legal porque os preços eram bem assustadores e que só fariam sentido se fosse aqueeela carne que faz a gente virar os olhos.


Ficha feliz:

  • Satisfação da gordinha: saiu satisfeita porque é uma carnívora nata 
  • Preju: R$37,90 do menu RW + bebida e 10% = uns R$50
  • Unidade visitada:
    • Avenida Professor Francisco Morato, 292 - Butantã 
    • Perto do metrô Butantã, é só sair pela saída do terminal
    • (11) 3926-9769
  • Horário de funcionamento:
    • Segunda, das 12:00 às 15:00
    • Terça à quinta, das 12:00 às 15:00 e das 19:00 às 23:00
    • Sexta, das 12:00 às 16:00 e das 19:00 à 0:00
    • Sábado, das 12:00 à 0:00
    • Domingo, das 12:00 às 18:00
  • Lotação: 130 lugares
  • Site: http://www.cabanadelasado.com 

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Receita: Bolo banana tropical

Esta receita saiu do mesmo folhetinho do bolo de cenoura formigueiro, muito prático, tanto que se aproveita até as cascas da banana!

Nível de dificuldade: fácil, tenta ae
Porção: 1 bolo e tal


Ingredientes: 
  • 4 bananas com casca e maduras
  • 4 ovos
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo
  • 1 colher (café) de canela em pó
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 1/2 xícara (chá) de uvas passas pretas sem sementes (dispensei este item =P)
  • Margarina para untar 

Modo de preparo: 
Bata as bananas, os ovos, o açúcar e a manteiga no liquidificador. Despeje em uma tigela e acrescente o restante dos ingredientes, deixando o fermento por último, mexendo com carinho usando uma espátula. Unte uma forma, despeje a massa e mande pro forno a 180ºC por mais ou menos 35 minutos.

Substitui as uvas passas por pedacinhos de chocolate (melhor decisão ever) e fiz a cobertura de chocolate, que não está na receita, do jeito mais preguiçoso possível: passando uma barra de chocolate por cima enquanto o bolo estava quente. Não dá no melhor resultado, mas pelo menos foi fácil e no fim acho que nem precisava!


Por incrível que pareça o bolo é bom! Achei que as fibras da casca atrapalhariam mas eu mal topei com elas. Consequentemente, o bolo é mais do tipo condensado e úmido, e não fofo e alto.
Ainda quero testar mais receitas de bolo de banana e encontrar uma mais perfeita. =D

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Chicohamburger

Fomos comemorar o aniversário de um companheiro de gordices no Chicohamburger - lugar que desconhecia completamente, de mal ouvir falar que existia, principalmente porque para mim a localização é terrível. Um dos maiores atrativos é o espaço, que abriga facilmente grupos grandes, aceita reservas tranquilamente e só enche mesmo depois de umas 8:30 da noite em um domingo. Também gostei que eles usam sistema de comandas (um papel com um número) a cada 2 ou 3 pessoas na mesa, facilitando a complicada hora de fechar a conta.


A desvantagem de um salão daquele tamanho é que os garçons não davam muita conta: era difícil chamar a atenção de um (precisava não só estar mais ou menos por perto mas também que ele olhasse na nossa direção, o que não estava ocorrendo com facilidade) e o jeito que eles anotam os pedidos é meio torto, usando um leitor de código de barras de um baita catalogo que eles precisam carregar. Com isso um dos hamburgueres que pedimos veio sem o tão esperado molho pesto (que pelo menos não veio cobrado na conta) e ganhamos uma porção de batatas e mais (reclamamos, mas não nos cobraram e deixaram na mesa porque afinal já estava meio fria quando conseguimos explicar o que havia acontecido).

Cheesebabon, apenas

Falando nelas, não curti o fato de serem congeladas, do tipo que se compra no supermercado e, pelo preço (R$18), pelo menos poderia ter vindo mais. Os chás gelados são muito bons, são mates bem concentrados, o problema é que pedi o meu com essência de amora e não veio. Aliás o meu era tão fortinho que nem o gelo alterou a cor (comparado com o chá alheio). Ainda bem que tenho treinamento especializado para suportar este tipo de situação, hahaha. Falando em valores, por 7 mangos e poucos, bem que poderia ser refil.


O que não deu para aguentar mesmo foi o meu lanche. Pedi um hamburguer com creme de cogumelos (claro), cheia de expectativas e o que recebi foi uma gororoba de cor pálida e com gosto de plástico. Foi difícil de encarar, ainda bem que a mostarda era da Heinz e ajudou a descer. Também sempre desconfio de lugar que não pergunta o ponto da carne - não que eu faça questão que seja do ponto pro bem, mas geralmente é porque o disquinho é tão fino, ou tão qualquer coisa, que não tem como regular o ponto. E sim, este foi mais um caso desses.


Não volto e não recomendo nem pagando! A noite só valeu mesmo pela comemoração e pela companhia. É tanta coisa errada em um lugar que aparentemente tanta gente frequenta que nem sei se há alguma esperança!
Piorando só um pouquinho a avaliação, os preços seguem um padrão bem safadinho: os dos hamburgueres não são tão ruins assim (na verdade eles valem pouco mesmo pela qualidade) mas as entradas, bebidas, sobremesas e etc são uma dedada nos olhos e é aí que eles lucram.  


Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu meio revoltada e sem olhar para trás
  • Preju: R$40 
  • Unidade visitada: 
    • Avenida Ibirapuera, 1777 - Confins de moema e região
    • (11) 5051-7226
  • Horário de funcionamento: 
    • Segunda à quinta e domingo, das 11:00 às 4:00
    • Sexta e sábado, das 11:00 às 6:00
  • Lotação: 300 lugares
  • Site: http://www.chicohamburger.com.br (tem o cardápio com preços e tudo)

quarta-feira, 1 de abril de 2015

California Coffee

Não está mais nada moda, mas não resisto quando vejo um cupom interessante, principalmente quando o valor é baixo o suficiente para correr o risco em ir a um lugar completamente desconhecido e com boa localização.


Fui muito bem recebida no California Coffee, tanto pelos caras do balcão que me explicaram muito bem do que se tratavam as bebidas (e me avisaram que o Very berry que eu estava pensando em pedir era doce demais para os meros mortais) quanto pela música que tocava. Era bem variada e rolou até Apocalyptica. O.o

 
Escolhi um frapê de mocha clássico e estava bom, com gosto de café presente, talvez ainda doce demais pro meu paladar (imaginem se eu tivesse pego o mais doce então?). Já os salgados não me empolgaram muito, mas como tive que escolher um, peguei um integral recheado de frango que estava ok.


O pior problema mesmo é que muitas bebidas são parecidas com as do Starbucks (inclusive o copo) e tem um na mesma rua, mais próxima à Avenida Paulista. Ou seja, se eles não tiverem uns diferenciais foda não vão sobreviver por muito mais tempo. Uma pena, porque sempre sou a favor de cafés alternativos e com personalidade.


Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu satisfeita, mais com a música 
  • Preju: R$8,90 com Groupon
  • Unidade visitada:
    • Rua Manoel da Nóbrega, 60 - do ladinho da Brigadeiro Luis Antonio 
    • (11) 3266-6725
  • Horário de funcionamento:
    • Segunda à quinta, das 7:00 às 22:00
    • Sexta, das 7:00 às 23:00
    • Sábado, das 10:00 às 20:00
  • Site: http://www.californiacoffee.com.br

segunda-feira, 30 de março de 2015

Fogo de chão

Este provavelmente vai ser o lugar mais caro (e único) sobre o qual já escrevi por aqui. Há muitos e muitos anos atrás eu fui em um Fogo de Chão e as lembranças que eu tinha eram das melhores possíveis: atendimento excelente, muita comida boa e umas carnes de cair o queixo. Por motivos obviamente monetários, só voltei a pisar em uma unidade este ano - e ainda assim porque fui convidada, weee!
(para esclarecer, era a comemoração da promoção no trabalho de um amigo, não foi nada patrocinado por empresa alguma. Ainda. xD)


A parte do atendimento fora-do-comum-de-tão-bom-que-é continua o mesmo. Inclusive, para mim que sou bem besta, chega a incomodar porque é garçom puxando a cadeira quando você volta pra mesa, colocando a bolsa na cadeira de bebê (e embrulhando-a com uma toalha), vindo perguntar se tá tudo bem, trocando as porções assim que elas esfriam, perguntando se quer mais um suco quando um está acabando... enfim, não estou acostumada com esses cuidados todos. xD


Adorei a parte das saladas, muita opção boa e fresca, tinha até abóboras kabocha grelhadas (meu fraco, não faço ideia do porquê). Sei que não é o foco, mas muita gente na minha família aprecia mais essa parte dos rodízios e neste aqui não tinha o que reclamar.


Já as carnes deixaram um pouco a desejar, acho que as lembranças que eu tinha eram valorizadas demais ou talvez haja diferença nas unidades. As que peguei estavam boas, mas passavam muitas vezes aquelas que ninguém queria. Teve um corte que eu queria pelo menos ao ponto (só vinha mal passada), disseram que viria e no fim encerramos o jantar antes disso. Não que estivesse ruim, ou que estavam minguando, só que eu lembrava que era mais perfeito e achei que, pelo valor nas alturas que você paga, poderia mesmo ter sido melhor.


Digo com muita dor no coração que com esse orçamento eu me divertiria mais em outro lugar. De qualquer maneira, se isso não pesar no seu bolso, vale a pena a experiência.


Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu rolando feliz mas na memória parecia melhor
  • Preju: acho que era R$116 por pessoa e um suco caro de R$14
  • Unidade visitada:
    • Rua Augusta, 2077 
    • (11) 3062-2223
  • Horário de funcionamento:
    • Segunda à sábado, das 12:00 à 0:00
    • Domingo e feriados, das 12:00 às 22:30
  • Lotação: 380 lugares, wow
  • Site: http://www.fogodechao.com.br