quarta-feira, 23 de julho de 2014

Les Chefs de France

O que dizem por aí é verdade: o Epcot é o melhor parque para se comer na Disney. Isso porque há uma (gigante) área chamada World Showcase com vários países representados em réplicas de construções típicas, atrações, lojas e... comida!

O primeiro que conhecemos foi o da França, Les Chefs de France (rá, rá). Entrando no lugar o pessoal já te recebe falando uma palavrinha ou outra em francês e o ambiente é bem bonito e confortável. Como estávamos já cansados de dois dias anteriores e malucos de andanças em parques, a minha vontade era de nunca mais sair de lá.


Meu noivo, muito fino, pediu uma tábua de queijos para começar. Não sou lá aquela apreciadora decente de queijos, então não gostei muito do de leite de cabra, do gorgonzola (estava bem forte, não era daqueles normais que estava acostumada!) e do brie (porque sou chata e não gosto da casquinha amarga dele). Por outro lado, havia dois ótimos (que não sei o nome porque não sou uma apreciadora decente de queijos) e difíceis de parar de comer. Também nos deram baguetes com manteiga de cortesia (uma delas levamos para o hotel, afinal a favela não sai da pessoa).


Como estávamos nos sentindo muito gordinhos (e sabíamos que ainda tinha comida boa pela frente), decidimos dividir pratos para termos dois almoços, uhul! Pedimos um Steak Hashé Angus, que era um hamburguer de Angus com cogumelos Duxelle, confit de cebola e molho bearnaise; acompanhado de fritas. Minha nossa, foi um dos melhores hamburgueres que já experimentei! Tudo deu muito certo ali, a carne era ótima e no ponto e os coadjuvantes desempenharam um ótimo papel. E só a metade nos encheu mais que esperávamos!


Olhando para as outras mesas (quem nunca?) parecia ter muitas outras coisas boas. Todos os pratos pareciam bonitos e gostosos! Pena que não volto lá tão cedo e, mesmo que vá para Orlando, não dá para ir várias vezes e experimentar tudo! xD


Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu muito feliz - na verdade não queria ter saído de lá 
  • Preju: uns US$15 
  • Unidade visitada:
    • Walt Disney World, Epcot - Orlando, FL
    • No World Showcase, parte da França 
  • Horário de funcionamento: todos os dias, das 12:00 às 21:00
  • Site: https://disneyworld.disney.go.com/dining/epcot/chefs-de-france

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Be our guest

Aviso: post com muitas fotos porque eu pirei com o lugar :)
Realizei meu sonho de infância (um pouco tardio, porém melhor que nunca) de conhecer a Disney e, infelizmente, em algum momento do passeio é preciso de alimentar. No geral as opções não são muito boas, a maioria envolve junk food e a comida do hotel que ficamos era terrível... e então, no meio do mar de opções ruins, surge o Be Our Guest, que fica dentro do Magic Kingdom.


Eu já queria conhecê-lo só por saber que seria uma réplica com comida do castelo da Bela e a Fera. É lindo mesmo! Há 3 salões, o central seria onde eles dançaram a musiquinha principal, o outro o quarto da Fera (que é escuro pacas) e o terceiro é aleatório, mas tem os dois dançando no meio e vários quadros com cenas do filme.

A rosa! *-*
Para melhorar foi o primeiro lugar onde encontramos comida de verdade! Graças a um teste que estavam fazendo (e que fomos cobaias de bom grado), conseguimos uma reserva para o almoço e escolhemos nossos pratos online. Quando chegamos, recebemos uma rosa (que parecia um peso de papel) para deixar em cima da mesa que "avisava" que já estávamos lá. Minutos depois tudo o que pedimos foi servido! É a magia da Disney! *-*

E bebidas com refil da máquina decorada!
Aliás recomendo muito que se tenha uma reserva, se possível. Quando tentamos reservar para janta, um mês antes, eles já não tinham horário. A fila de espera era respeitável e ainda tinha aquele solzão na cuca do pessoal.


Primeiro experimentei a sopa de batatas com alho poró que estava muito, muito boa e já me deixaria feliz suficiente se parasse nela!


Depois foi o prato principal, o Braised Pork (Coq Au Vin Style), que era carne de porco cozida lentamente por 8 horas com cogumelos, cebolas, cenouras, bacon e vinha acompanhado com purê de batata e vagem. Sensacional! A carne estava derretendo e tinha muito sabor! Era tão bom que nem parecia que estávamos no meio do inferno do parque mais movimentado de todos!


Tinha escolhido o Triple Chocolate Cupcake, que era lindo e estava bom, mas não tinha mais lugar no estômago para ele. Tentei levá-lo para viagem, com esperanças que conseguisse comê-lo algum tempo depois, porém o calor era castigante demais e ele derreteu em menos de uma hora. Tive que jogá-lo fora com muita dor no coração. =(

RIP Cupcake =(
Outros pratos pedidos na mesa foram o Carved Prime Chuck Roast Beef Sandwich (sanduíche de rosbife com horseradish sour cream e fritas); Strawberry Creamcheese Cupcake e Chocolate Cream puff (ou Choux cream de chocolate).


Amei tudo e recomendo para todos que forem no Magic Kingdom! Além de ser lindo por dentro e por fora, ainda tem toda a experiência que foi bacana e a alegria de encontrar um lugar com comida boa. Fica em uma área relativamente nova, perto da montanha russa dos sete anões (que também era novidade, mas não fomos porque não estava funcionando naquele dia).

Lembram da última cena do filme? Aaaawwwwnnn!!!
Ficha feliz:

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Red Lobster

O intuito de ter saído de casa naquele dia era comprar um presente para a filha de um amigo do noivo que havia acabado de nascer. Resolvemos jantar primeiro no Red Lobster e enrolamos tanto que as lojas do shopping que estava por perto fecharam, hehe.

Ambiente bacana, nosso garçom era super simpático e feliz e tudo veio certinho. O que me incomodou um pouco foi o aquário que estava logo na entrada com as lagostas e suas pinças presas. Elas já vão virar comida, não precisavam ficar expostas e amarradas ali para todo mundo ver, não é mesmo?


Nossa entrada foram (mini) lulas empanadas com vegetais. Isso foi meio decepcionante para um lugar que é especializado em frutos do mar! As lulinhas se perdiam no meio de tanta farinha frita e brócoli. Os dois molhos que vinham junto eram bons e nada apimentados, ufa (sempre fico com receio dos molhos de cor vermelha por medinho de pimenta, hehe). Também havia uns pãezinhos salgados, cortesia da casa, que eram bem bons.

Strawberry lemonade nas ocasiões em que não há Raspberry iced tea xD
Eu pedi uma sequência econômica feliz que incluía uma salada; uma sopa (que foi decisiva para escolher esta sequência, adoro clam chowder ^^), um prato principal (eu pedi um Shrimp and scallops alfredo, que era um macarrão com molho alfredo com camarões e vieiras, gostosinho. E, pelo tanto que já tinha comido, agradeci pela porção ser um pouco mais discreta) e uma sobremesa (Triple chocolate brownie à la mode. O nome era chique mas resumindo era um brownie com sorvete de creme e coberturas felizes. Bem doce, ou eu já estava cheia demais!).


Meu noivo pediu uma tilápia recheada que, se eu tivesse pedido, teria desistido antes de chegar na parte boa! A ponta do peixe, não sei porque, estava com um gosto de terra absurdo e só depois ficou bom. Sorte que ele é bem menos frescurento que eu!

Pelo hype e tal, achei que o lugar seria mais legal. Ao mesmo tempo gostei do meu pedido e não houve nada muito errado durante a visita (tirando a humilhação das lagostas!). Só não me apaixonei o suficiente pelo lugar para querer voltar.


Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu rolando muito e sem fazer o que tinha para fazer xD
  • Preju: uns US$50 para duas pessoas
  • Unidade visitada:
    • 800 Lehigh Valley Mall - Whitehall, PA
    • Nas redondezas do... Lehigh Valley Mall
    • (610) 264-5541
  • Horário de funcionamento:
    • Domingo à quinta, das 11:00 às 22:00
    • Sexta e sábado, das 11:00 às 23:00
  • Site: http://www.redlobster.com

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Hard Rock Cafe

Depois de um dia pra lá de cansativo no parque Island of Adventures da Universal, fomos jantar no Hard Rock Cafe. E não tinha jeito melhor de terminar a noite! A palavra para descrever o lugar é simplesmente FODA. Você vê aqueles letreiros do lado de fora e já começa a ouvir uma música do Judas Priest. Entrando, a decoração é de tirar o fôlego. Vários itens (talvez algumas réplicas?) de astros do rock. Se eu não tivesse tão quebrada teria andado para ver tudo, o lugar é enorme!


No começo do dia, pegamos um papel na entrada que garantia uma mesa quando chegássemos (embora não fosse necessariamente uma reserva) mas acho que nem precisava porque era muita mesa em um lugar só - mesmo com muita gente fazendo o mesmo esquema que a gente. Ficamos em um salãozinho um pouco afastado, bem tranquilo e com um céu feliz pintado no teto, haha. A atendente foi muito simpática com a gente e os pratos chegaram com os garçons anunciando com orgulho os seus nomes; em algumas mesas eles chegavam cantando também.


Já estava embasbacada com o lugar e a comida, s;o para cair o queixo de vez, era boa demais!  Pedi um New York Strip Steak que estava show de bola e em um ponto lindo demais (bem passado mas suculento). E como fiquei cheia com aquela bitela de carne viu?


Os outros pratos da mesa foram igualmente ótimos, mesmo a ala saudável que teve coragem de pedir salada e salmão, haha. O noivo foi de Cowboy Rib Eye, que era outro pedaço de carne de respeito (e, como vocês podem ver, ele tira foto de comida melhor que eu).


Também amamos muito as bebidas que pedimos! A única bebida alcoolica pedida foi um mojito, que vinha com a dose duplicada se comprasse o copo deles por 4,95: compensava pelo valor e ainda ter o copo de lá para levar para casa; enquanto o resto da mesa foi de smoothies felizes. Não lembro o nome do meu, só sei que o gosto era muito parecido com o suco vienense do Viena. ^^


Para completar essa visita sensacional, ainda passaram a The Pretender nos telões, que é uma das minhas músicas favoritas do Foo Fighters. É para amar esse lugar com tudo que tem direito! Uma pena que não tenha nenhuma em São Paulo porque já estou saudades. =/

 Ficha feliz:

  • Satisfação da gordinha: saiu rolando feliz até as tampas e com aquela trilha sonora!
  • Preju: uns US$40 por pessoa 
  • Unidade visitada:
    • 6050 Universal Boulevard - Orlando, FL
    • Dentro da Universal, perto das entradas dos parques 
    • (407) 351-7625
  • Horário de funcionamento: todos os dias, das 11:00 à 0:00
  • Site: http://www.hardrock.com.br/live/locations/orlando

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Miss Korea

Não conheço muita coisa sobre comida coreana. Sorte que nesta visita ao Miss Korea fomos com um amigo do meu noivo que é coreano, foi escolhendo para a mesa o que tinha de bom e ainda falava coreano com o atendente (o que em certos restaurantes é um código para se ter um tratamento diferenciado, hehe).

A parte chatinha da visita é que só poderíamos sentar em uma mesa quando todos do grupo estivessem presentes. A parte legal é que as mesas ficavam em salinhas separadas e cada uma tinha dois fogõezinhos. E, como brasileiro é praga, tinha um grupo deles na sala ao lado da nossa. xD


Pediram duas entradas, cujos nomes não faço ideia quais sejam: uma parecia ser um refogado de verduras e harusame (aquele macarrão fininho e transparente), que estava muito bom e cheio de sabor; e o outro parecia ser um omelete mais fino, que gostei também.


O principal da noite foi o Bulgogui. Primeiro vieram os montes de potinhos de acompanhamento que variavam entre verduras e conservas - entre eles o kimchi, que é aquela acelga apimentada do inferno, bem popular, e umas folhas maiores de alface para fazer rolinhos. Uma atendente ia preparando e servindo todas as carnes, que estavam todas sensacionais. A melhor parte para mim (e a pior segundo o amigo coreano) é que nada veio apimentado! A pimenta estava à parte para quem quisesse e mesmo assim não era daquele tipo que rasga o sistema digestivo inteiro.


Bebemos também um chá gelado que pendia mais para o café, pena que demorou um pouco para vir e já estávamos bem cheios (inclusive para beber!).

Não vi a conta, foi um jantar presente de boas vindas, mas acho que vale a pena de qualquer jeito! É sempre legal comer comida boa de uma culinária nova ou que não se está muito familiarizado pela grata surpresa. A localização deste restaurante em New York é ótima e ainda fica em uma região chamada Korea Town, com várias lojas de produtos coreanos.


Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu rolando feliz e sem ter a boca queimada!
  • Preju: não faço ideia!
  • Unidade visitada:
    • 10 West 32nd Street - New York, NY 
    • (212) 594-7766
  • Horário de funcionamento:
    • Domingo à quarta, das 11:00 às 22:00
    • Quinta à sábado, das 11:00 à 0:00
  • Site: http://on3rd.misskoreabbq.com

terça-feira, 8 de julho de 2014

Ruby Tuesday

Mês de férias e começa a temporada de posts gringos no blog, weee!
Já havia visitado o Ruby Tuesday antes mas não sei porque ainda não tinha escrito sobre ele! Almoçamos lá na pausa de uma sequência doida de compras no Outlet. O serviço foi ótimo e os preços eram camaradas.

Eu e a minha irmã pedimos pratos que tinham como opção pegar um acompanhamento e ainda pegar salada à vontade no "Garden Bar" deles. As opções lá eram muito boas, tudo fresquinho e limpo!


Pedi um Chicken Fresco, que era frango grelhado com tomates, manteiga de limão e vinagrete de balsâmico. A descrição foi mais atraente, a expectativa subiu demais. Mesmo assim era bem bom (e vinha com muito purê de batata).


Um detalhe legal dos nossos chás gelados (que eu devia ter tirado uma foto, fome demais limita o raciocínio) eram as frutinhas picadas do sabor pedido que ficavam no fundo do copo. Geralmente eles usam só essência para dar um gostinho; ter pedacinhos de pêssego ou framboesa na sua bebida foi um plus e tanto. E ainda era refil!

O restaurante é mais ou menos um Outback e tem em vários endereços. Vale a pena uma paradinha, principalmente se você precisar comer algo menos engordativo.


Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu cheia de salada feliz 
  • Preju: uns US$18 por pessoa
  • Unidade visitada:
    • 18 West Lightcap Road - Limerick, PA
    • aka Philadelphia Premium Outlets
    • (610) 718-8960
  • Horário de funcionamento:
    • Segunda à sábado, das 11:00 às 22:00
    • Domingo, das 9:00 às 20:00
  • Site: http://www.rubytuesday.com

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Paribar

Depois de comer dois doces da tia do doce (uma torta de limão e um merengue de morango, sempre ótimos), fomos almoçar no Paribar porque eu tinha um cupom feliz. A região ainda me dá um medinho, o caminho não é muito bonito mas o lugar em si era estilosinho e nada de ruim aconteceu, tirando o couvert artístico hehe (a música não era das piores, mas eu preferia ter a opção de não ouvir nada e não ter que pagar R$10, ack!).

Foto cortesia tirada em um iPhone

Ainda estávamos no horário do brunch e começamos pedindo dois pratos de ovos para experimentar: um frito sobre um pão italiano com aspargos e queijo (bacanudo, não achei que os aspargos fossem combinar tanto!) e o meu, mexidos com queijo mascarpone e pão fofinho com manteiga de ervas, que estava sensacional! Claro que poderia ter mais mascarpone e sei que não tem para não levar o preço às alturas, haha. Nunca pensei que fosse gostar tanto de ovos mexidos com pão, tudo ali combinava e era bom. Não tinha muita variedade de textura *momento top chef* mas eu nem ligo!

Ow coisinha linda!

Meu amigo foi direto no prato principal, achando pelo valor (R$42) que seria um prato minimamente decente. Infelizmente o filé com salada foi um dos pratos mais pobres que já vi nesses anos de gordinhagem. O prato era uma carninha safada com 1 folha de cada tipo (ok, talvez 2 de alface americana) e 1 fatia de tomate. Era tão miserento que dava raiva de pensar que tiveram coragem de servir só aquilo e ainda cobrar o que cobraram! Se fosse comigo teria subido na mesa e armado o barraco, hehehe!


Para completar o tanque, dividi um filé com shitake, que na verdade era filé ao molho madeira com batatinhas legais com shitakes por cima. Reparem que a meia porção tem o tamanho da porção inteira da foto anterior! Estava bem gostoso e o ponto da casa é do jeito que eu gosto (levemente rosado).


Antes de ir, tinha lido alguns reviews sobre o atendimento ruim e graçasadeus não tive problemas com isso. O que não curti mesmo foram o prato miserável; a obrigatoriedade de pagar o couvert artístico e o cardápio que, para alguns pratos, não havia descrição alguma. Os preços são meio salgadinhos e o entorno nada bonito. Sem cupom, não vale o deslocamento.


Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu feliz mas não volta com valor integral
  • Preju: se não fosse o cupom, tudo teria saído por R$210
  • Unidade visitada:
    • Praça Dom José Gaspar, 42 - República
    • (11) 3237-0771
  • Horário de funcionamento:
    • Segunda à sábado, das 11:30 à 0:00
    • Domingo, das 10:00 às 17:00
  • Lotação: 96 lugares
  • Visa vale? Sim!
  • Site: http://www.paribar.com.br