Marach

O Marach foi um dos poucos restaurantes que eu passava pelo lugar em reformas e ficava na expectativa de como seria. Isso porque é perto de onde trabalho e meu amigo, que é descendente de armênios, também botava muita pilha. Não me lembro porque, mas demoramos um pouco para irmos lá pela primeira vez... e depois disso sempre que temos um tempo vamos lá para comprar uma esfiha ou duas, pelo menos!


A esfiha aberta de carne deles é sensacional, carne bem temperada e cozida em forno de pedra, segundo nos informaram. Faz sentido, elas chegam no balcão por um elevadorzinho que fica em uma coluna próxima, mui chique. O tamanho também é bem generoso, parece até uma mini pizza. Das fechadas eu simplesmente a-do-ro a de chancliche, uma espécie de ricota que pode ser preparada de muitos jeitos. Neste caso, ela acompanha pedacinhos de cebola, tomate, temperinhos e um toque de pimenta que é tão leve que nem me incomoda. Ah sim, todas elas são feitas na hora!


Outra coisa bem moderna é que as atendentes usam maquininhas (provavelmente aqueles finados palms, eu nem lembrava mais como eles se chamavam!) para pegar o pedido e as comandas (que podem ser individuais) são plaquinhas de plástico com o seu número.

Durante o almoço dos dias úteis, é oferecido um self-service por quilo com pratos típicos. Um pouco caro, mas é tudo muito gostoso e bem feito. Bem que eles poderiam extender isto para a janta, ou pelo menos para o almoço de sábado! Se você tiver a chance de ir, vá sem medo de ser feliz - só que é bom ir cedo porque o lugar não é muito grande e muita gente já sabe que lá é legal!


Minha última descoberta foi a porção de kafta com coalhada com alho. Dá pra acreditar numa coisa mais maravilhosa e perfeita que isso? Bolinhos de carne bem temperados (usei muito essa palavra por aqui hoje, isso que dá não conseguir identificar os temperos enquanto come) com coalhada, que é algo que eu amo muito, e alho! ALHO! Ooooh!


Apesar de ser pouco conhecido, a qualidade da comida é a mesma ou às vezes até melhor que de restaurantes maiores, mais populares e mais cheios de frescura. No custo-benefício então, ganha disparado!


Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: sempre sai feliz, às vezes com esfihas para levar para casa
  • Preju: em média R$5,00
  • Unidade visitada:
    • Avenida Brigadeiro Faria Lima, 1616, loja 04 - Jd. Paulistano
    • (11) 3034-2717
  • Horário de funcionamento:
    • Segunda à sexta, das 7:30 às 20:00
    • Buffet: das 11:30 às 15:00
  • Formas de pagamento: Master, Visa e vários VR felizes 

Comentários

  1. A comida deles é sensacional! É o único lugar que eu consigo comer coisas agridoces! Esses armênios!

    ResponderExcluir

Postar um comentário