Tio do dog

Durante o meu primeiro ano inteiro da faculdade, eu e meus amigos sobrevivemos comendo cachorro quente nos intervalos. Todos os dias da semana, sem exceções. A grana era curtíssima, o lanche era bom e o melhor: nunca, nenhum de nós passamos mal. Acho esta estatística bem válida, afinal se o tio não fizesse tudo certo, ou se se descuidasse por um momento, alguém teria tido um dia de rei nervoso.
Desde que nos formamos, vamos até a faculdade de vez em nunca só para matar as saudades desse cachorro quente. Não é nenhuma obra de arte, é simples, bom, bem feito, nostálgico e barato. Sem dizer que é o único de rua que eu como, afinal tenho total confiança nele.


Desta vez os lanches já não eram mais preparados no porta-mala adaptado de um carro. Agora ele tem um carrinho específico para isso, muito profissa! O lanche ainda é feito no capricho e é muito bom. Tem até molho barbecue e 6 opções de escolha, sendo que o ultimate super dogão tem até frango desfiado. o_o
Apesar de tanto upgrade sempre escolho o simples, sem tirar nenhum ingrediente original. Na época que éramos clientes assíduos, ele até sabia qual seria o pedido de cada um!


Outro fato que consolida de vez a confiança no tio é que, depois de tantos anos, ele é o único que ainda está lá no mesmo lugar. Já vimos muitos irem, tentarem e desistirem e só o tio está sempre lá, firme e forte. Se estiver pelas ruas de Higienópolis em horário de aula, com fome e pouca grana, recomendo uma visita no carrinho do tio sem medo de ser feliz!

Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: sempre sai satisfeita e sem passar mal!
  • Preju: R$3,00
  • Unidade visitada:
    • Rua Itambé, mais ou menos no número 90
    • Na frente da Universidade Mackenzie
  • Horário de funcionamento: sei que ele está à noite, durante a semana, em período letivo
  • Lotação: 3 banquinhos e muita gente em pé

Comentários