87ª Festa de Nossa Senhora da Achiropita

E vamos para mais um relatório anual feliz da Festa de Nossa Senhora da Achiropita, aeee! Fui duas vezes e ambas foram bem corridas, então não fiquei lá muito tempo para curtir aquele calor humano lazarento que parece estar cada vez pior! Na primeira chegamos um pouco mais tarde e estava garoando, na segunda pegamos tudo que queríamos e levamos para viagem. Provavelmente faremos esse esquema mais vezes, já que, além de fugir do povão, tive a impressão que o macarrão vinha em uma porção maior...

Falando nele, o preço aumentou consideravelmente desde o ano passado, de R$8 para R$10! Bem, ainda está em conta e ainda está muito bom. Como disse, a embalagem para viagem compensa muito (pagando-se R$1 a mais) porque parece vir mais, fica mais fácil para comer (sempre tive medo que alguém esbarrasse em mim e derrubasse tudo no chão) e ainda fura fila porque eles deixam vários prontinhos para serem levados no final da barraca, hehe.


Outra coisa que mudamos foi pedir as fogazzas cruas, para fritar em casa (porque queríamos levar algumas para entes queridos que moram longe =D) e tivemos a infelicidade de querer experimentar os espetinhos de carne. Foi uma fila lazarenta, não porque era grande, mas porque não andava! Para fechar com chave de fezes, a carne nem estava tão boa assim: o tempero não era dos piores, o ruim mesmo era o emborrachamento dela.


Escrevi este post um pouco atrasado, já que não vai ser útil para ninguém porque a festa já acabou! Pelo menos, para quem puder, recomendo a de San Gennaro, que é do mesmo gênero, acontece agora em setembro e também é diversão garantida! (eu não poderei ir, por bons motivos, hehehe)


Posts relacionados:

Comentários