Black Dog

Tenho saudades da época que o cachorro quente do Black Dog era tão monstruoso e desengonçado que era impossível comê-lo sem deixar metade cair no chão. Depois eles foram prensando, dimimuindo, criando números igual a toda rede de fast food que se preze e eu não quis mais brincar.

Cupons fizeram com que eu voltasse a pedir algo e voltar a curtir o bom e velho Black Dog Tradicional. Não sei, novamente, se estou ficando velha e o estômago tenha murchado; ou se faz muito tempo que eu não comia um cachorro quente; ou ainda se naquela época eu reclamei do tamanho porque eu tinha menos dinheiro no bolso e queria mais comida para me sustentar com o menor gasto possíve. Só sei que pedi, gostei e não conseguiria comer um inteiro se eu não estivesse com muita fome. O tamanho júnior teria dado certinho para mim!


Acessando o site, dá a entender que eles mudaram mesmo, porque não encontrei nenhuma referência ao "peça pelo número". Faz sentido terem usado sites de compra coletiva para se promoverem. E para o pessoal que assim como eu às vezes sente saudades de comer cachorro quente usando o rosto todo, há agora no cardápio o Black Dog Open que, como o próprio nome sugere, aberto para te receber.

(Hey, este post foi escrito há alguns meses. Se alguma coisa mudou no estabelecimento, não me culpem! xD)

Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu satisfeita e feliz pelos velhos tempos
  • Preju: R$9,90
  • Unidade visitada: 
    • Alameda Joaquim Eugênio de Lima, 612 - travessa da Avenida Paulista perto do Top Center e do prédio da Gazeta
    • (11) 3578-1110
  • Horário de funcionamento: segunda à segunda, 24 horas, wow! 
  • Lotação: 300 lugares
  • Site para maiores informações: http://www.blackdog.com.br

Comentários