Mercados gringos bacanudos naturebas

(que título sensacional!)

Sou muito caipira e acho que uma ida a um mercado bonito nos Estados Unidos é equivalente a um passeio feliz. Acho muito mais divertido andar por corredores cheios de produtos que eu nunca vi que em uma trilha cheia de árvores e esquilos felizes, haha.


Desta vez conheci 2 mercados novos, ambos com a proposta de serem mais frescos (nos dois sentidos) e naturebas: o Whole Foods e o Fresh Market. É engraçado que na terra do gordinho colesterento feliz tenha espaço (e bota espaço nisso) para redes de mercado com tantos produtos menos agressivos disponíveis. Eu não sou lá muito nesse estilo e mesmo assim fiquei com vontade de levar metade das gôndolas para casa, haha.


Eles possuem marcas e produtos próprios, como pães frescos e cafés sem moagem; carnes de primeira cortadas na hora; comida quase ou já pronta para viagem e maior variedade de frutas, verduras e legumes (em comparação como os outros mercados de lá, mas não chega a ser um sacolão). Muita coisa integral, orgânica, sem açúcar e que ainda assim parece ser bom. Há também muitos produtos importados interessantíssimos, como chás e azeites. Chás! Aaaaah!!! *-*

Chá preto com baunilha e amêndoas, do Whole Foods
Sangria de frutas a la Gourmet Tea, do Fresh Market
Compramos barras de cereal da marca do Whole Foods que nos salvaram muito até chegarmos no Paris Baguette - sem dizer que eram ótimas e não tinham gosto de alpiste, haha! Também compramos os ingredientes para fazer o sanduíche megaboga (estou com preguiça de fazer este post, hehe), duas latas de chá maravilhosos (óbvio), entre outras coisinhas!

Que carne linda! E estava ótima, hehe
Mesmo sem ter uma cozinha disponível, uma visita a algum dos dois ou do mesmo gênero vale muito à pena para quem se cansa fácil dos fast food, ou para quando o corpo grita por comida de verdade.

Ok, meio fora da proposta, mas olha essa garrafa de vidro! Muito cool!
Mini-ficha só com os sites:

Comentários