Pular para o conteúdo principal

Receita: Tiramisu

Hoje é Dia de Ação de Graças na gringa! Aqui não muda nada, nem mesmo Black Friday de verdade a gente tem, então vamos de receita de doce feliz: o Tiramisu.
É muito fácil, muito bom e com risco de contaminação de salmonela se você não comprar os ovos certinhos. Nós não compramos e ficamos naquela tensão-quarentena até, segundo o grande wikipedia, ter passado o tempo para os prováveis sintomas aparecerem!

Como de praxe, não seguimos à risca uma mesma receita, mesclamos duas de acordo com o que tínhamos e ainda substituímos um ingrediente na caruda. 

Porção: 1 pirex
Nível de dificuldade: fácil para pessoas normais 

Ingredientes: 
  • Bolacha champagne suficiente para fazer as camadas
  • 6 ovos (de preferência pasteurizados)
  • 150 g de açúcar (ou uma xícara)
  • 400 g de queijo mascarpone
  • Café sem açúcar (o suficiente para uma tigela, 2 xícaras talvez)
  • Um shot de vinho do porto
  • 100 g de chocolate em pó

Modo de preparo correto
Quebre os ovos e separe as claras das gemas. Bata as claras em neve com meia xícara de açúcar e separe. Bata depois as gemas com a outra metade do açúcar e o queijo mascarpone. Junte as claras em neve cuidadosamente a esta mistura. Para montar, embebede as bolachas champagne na mistura de café com o vinho, forme com elas uma camada no fundo do pirex, acrescente um pouco do creme, faça outra camada com as bolachas e assim por diante. No final, povilhe o chocolate em pó com a ajuda de uma peneira. Coloque na geladeira por 12 horas e pronto!


Modo de preparo alternativo 
Não separamos muito bem as claras das gemas, logo elas não viraram neve. Como não queríamos perder 6 ovos, continuamos com a receita mesmo assim.

Também não encontramos as bolachas champagne e nem mesmo as que também poderiam ser como a Savoiardi ou a Ladyfingers (estávamos fora do Brasil, heh). A última opção que vimos foi usar um bolinho branco neuro, mais ou menos como aqueles compridinhos que a Pullman vende. O problema é que eles se encharcam da mistura do café com vinho muito fácil, então alguns pedaços ficaram demais e outros de menos porque eu não tinha muita noção do ponto ideal (e continuei sem saber até o final, hehe). 

Para completar resolvemos acrescentar um pouco de vinho no creme também, então o gosto ficou mais presente e isso até que foi bom!

E, pasmem, o tiramisu ficou gostoso mesmo com todos esses problemas! Quer doce melhor para se fazer nessa vida? 

Bonus round: video da linda batedeira da Kitchen Aid da sogra em ação! 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Receita: Chá de Pobá

Era para ser divertido e gostoso... mas não foi bem assim. Estragamos muita coisa, arriscamos muito e no fim... eu nem gosto de pobá no chá porque aquelas bolinhas me dão nervoso, haha. Ainda acho mais fácil comprar pronto na Liberdade mesmo! 

Nível de dificuldade: médio, se a gente soubesse das instruções antes Porção: com o que sobrou do que deu certo, 4 copos grandes 
Ingredientes: 1 xícara (chá) de bolinhas de tapioca 2 xícaras (chá) de água 1/4 de xícara (chá de mel)1 xícara (chá) de açúcar mascavoLeite, creme de leite ou leite condensado à gostoChá preto forteAçúcar, mel ou frutose para adoçar
Modo de preparo simples: Cozinhe as bolinhas de pobá e reserve. Enquanto isso aqueça a água e acrescente o mel e o açúcar mascavo. Deixe a mistura esfriar e jogue as bolinhas. Monte em um copo as bolinhas coadas, o chá, o leite, o gelo e adoce à gosto. 
Modo de preparo com dificuldades da vida:  A únicas bolinhas que encontramos para vender na Liberdade eram branquinhas (na Casas Bueno, não est…

Outback

Siiim! Finalmente um post sobre o lendário Outback, diretamente da minha unidade favorita! Wow, comecei o ano escrevendo muita coisa que estava devendo para minha consciência gordinha, que alegria!
Sei que o lugar dispensa apresentações: bacanudo, atendimento eficiente, comida boa e engordativa, filas insanas e a conta um pouco salgada. Mas acho que vale muito a pena reforçar tudo isso, além de expor algumas técnicas de sobrevivência que nunca caem de moda, aiquifodis.

A primeira delas é tentar chegar lá o mais cedo possível e com metade das pessoas que se sentarão com você presentes. Se algum destes itens faltar, é sentar e esperar, e muito. Em minha última visita, fui com a minha irmã e sobrinha um pouco depois que a casa abriu para o jantar em uma terça-feira, às 17:45. Às 18:30 resolvemos olhar um pouco a nossa volta e todas as mesas estavam ocupadas, é coisa de louco.


Começamos os trabalhos pedindo os clássicos Iced tea, servidos em caneconas estilosas (cujo modelo mudou desde o…

Receita própria: Banana com Neston

Parece bobo e realmente é: sabe o slogan do (ou da?) Neston que é algo a ver com existirem 1000 maneiras de prepará-lo? Quando eu era criança eu queria experimentar os 1000 jeitos e às vezes apelava para conseguir mais receitas diferentes: por exemplo, ter açúcar em uma e não ter geravam duas receitas, uhul!  Depois passei muito tempo sem querer ver uma lata de Neston na minha frente (sim, eu sei que agora não é mais lata mas *velhinha mode on* na minha época era *velhinha mode off*) porque eu tenho essa mania de gostar de algo e comer até enjoar. Há pouco tempo voltei a misturar esses floquinhos felizes em uma coisa ou outra, mas com moderação. 
Gostaria de dividir com vocês receitas mais legais mas cozinho tão bem quanto sei voar. Então é o que temos para hoje: Banana com Neston! \o/

Porção: 1 pratinho cheio para uma pessoa Nível de dificuldade: besta de tão fácil que é
Ingredientes: 1 banana (pode ser de qualquer tipo) 2 colheres de sobremesa de neston 1 colher de sobremesa de açúcar o…