Pular para o conteúdo principal

La Sangucheria

Sabe aquele momento que você tá num bairro em que normalmente não passa muito tempo, e precisa achar um lugar pra comer, que pareça legal? Foi assim que eu encontrei o La Sangucheria. Dei uma pesquisada por lugares próximos no Foursquare e o lugar pareceu legal – e melhor ainda, tinha uma promoção de “sobremesa grátis” para seu primeiro check-in na casa. Pensei “Olha só, já economizo na sobremesa”. O fato é que economizei no geral, e comemos mais do que felizes (estava com a namorada, hihihi).

La Sangucheria é um restaurante peruano, mas não é bem um restaurante, é mais uma sanduicheria (isso existe?) peruana. O lugar é pequeno e aconchegante, com umas músicas peruanas tocando – mas nada daquelas flautinhas chatas, ufa! – e a decoração não é bizarra, é bem agradável. O atendimento foi mais que excelente, os garçons eram muito solícitos, e a comida vinha muito rápido. Achei graça que tudo é servido em umas assadeiras bem rústicas e as bebidas vêm naqueles copinhos americanos tipo boteco, mas a sensação é de um lugar peculiar, não de lugar podreira.

E a comida? Ah, a comida. O cardápio fica numa lâmina de papel, daquelas de manter a mesa limpa, sabe? E é tudo muito barato, o sanduíche mais caro custa R$15, a maioria dos sandubas fica em R$12, e as coisinhas menores ficam por volta de R$6.

Eu pedi uma saltenha de queijo pra começar (acabei não tirando foto), muito saboroso o queijo, achei a massa um pouco espessa, mas nada ruim, só diferente da saltenha que estava acostumado. Minha namorada pediu um “Orgullo Serrano”, sanduba de berinjela, abobrinha e tomate, com um molho doido deles chamado huancaína. Ela disse que apesar de simples, o sabor era fenomenal, e claro, os molhos eram um show à parte (já falo deles).


Orgullo Serrano
Eu pedi um “El Primo del Atlântico”, sanduíche de manjuba (peixe) empanada frita, com alface, abacate, maionese e cebola roxa. E honestamente, foi o melhor sanduíche de peixe empanado que já comi na minha vida – tá, o único outro sanduíche de peixe empanado que já comi na vida era o McFish, então é uma comparação injusta – mas sério, era de chorar de tão gostoso.

Pedimos também uma porção de “Surtidos Andinos” – uma seleçãozinha de batata, mandioca e batata doce fritas, que era de lamber os dedos. Acho que não falei dos molhos ainda, que realmente eram foram de série. Logo no primeiro salgado, já chegaram quatro tubos: um com uma pimenta forte e deliciosa; um com um molho de azeitona preta e maionese; um com um molho feito à base de ají amarillo (cujo gosto me pareceu de pimentão amarelo, mas um pouco mais apimentado); e por fim, o que eu mais gostei, um molho cujo nome não me lembro mas era feito com grãos, você podia sentir na textura. Todos os molhos deixavam tudo ainda mais gostoso, juro.


Empanada de espinafre e ricota
Aí a gente percebeu que era tudo barato e resolveu experimentar mais coisas. Namorada pediu uma empanada de ricota e espinafre, que era muito saborosa também, com um tempero meio indefinível, que vou chamar de ‘peruano’ por falta de nome melhor; e eu pedi um “Tamalitos de la Sra. Vilma”, um negócio de milho andino com frango dentro. Esse “negócio” também era de chorar de gostoso: parece um cuscus paulista, mas mais molhadinho, e com um tempero ‘peruano’. O frango mesmo era só um pouquinho, nem fazia diferença no prato, acho, mas o negócio era muito bom.


Tamalitos de la Sra. Vilma
Pra finalizar, pedimos nossa sobremesa ~grátis~ e experimentamos os churros, que eram crocantes e deliciosos. E bebemos durante toda a refeição o “Ice Tea da Casa”, que pra quem gosta de chá gelado já vale pelo menos metade da visita.

Não consigo dizer de outra maneira: vai nesse lugar que é muito gostoso. Eu sei que eu vou voltar. (até porque tem outra promoção do Foursquare :)


Ficha feliz:
  • Satisfação do gordinho: saiu rolando MUITO feliz
  • Preju: R$ 30 reais / pessoa, incluindo bebidas.
  • Unidade visitada:
    • Rua Tucuna, 689, Perdizes
    • (11) 3872-1625
  • Horário de Funcionamento:
    • Terça a sexta das 11h30 às 22h30.
    • Sábado das 12h30 às 23h30.
  • Aceita Visa Vale? Esqueci de perguntar!
  • Site: http://www.lasangucheria.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Receita: Chá de Pobá

Era para ser divertido e gostoso... mas não foi bem assim. Estragamos muita coisa, arriscamos muito e no fim... eu nem gosto de pobá no chá porque aquelas bolinhas me dão nervoso, haha. Ainda acho mais fácil comprar pronto na Liberdade mesmo! 

Nível de dificuldade: médio, se a gente soubesse das instruções antes Porção: com o que sobrou do que deu certo, 4 copos grandes 
Ingredientes: 1 xícara (chá) de bolinhas de tapioca 2 xícaras (chá) de água 1/4 de xícara (chá de mel)1 xícara (chá) de açúcar mascavoLeite, creme de leite ou leite condensado à gostoChá preto forteAçúcar, mel ou frutose para adoçar
Modo de preparo simples: Cozinhe as bolinhas de pobá e reserve. Enquanto isso aqueça a água e acrescente o mel e o açúcar mascavo. Deixe a mistura esfriar e jogue as bolinhas. Monte em um copo as bolinhas coadas, o chá, o leite, o gelo e adoce à gosto. 
Modo de preparo com dificuldades da vida:  A únicas bolinhas que encontramos para vender na Liberdade eram branquinhas (na Casas Bueno, não est…

Outback

Siiim! Finalmente um post sobre o lendário Outback, diretamente da minha unidade favorita! Wow, comecei o ano escrevendo muita coisa que estava devendo para minha consciência gordinha, que alegria!
Sei que o lugar dispensa apresentações: bacanudo, atendimento eficiente, comida boa e engordativa, filas insanas e a conta um pouco salgada. Mas acho que vale muito a pena reforçar tudo isso, além de expor algumas técnicas de sobrevivência que nunca caem de moda, aiquifodis.

A primeira delas é tentar chegar lá o mais cedo possível e com metade das pessoas que se sentarão com você presentes. Se algum destes itens faltar, é sentar e esperar, e muito. Em minha última visita, fui com a minha irmã e sobrinha um pouco depois que a casa abriu para o jantar em uma terça-feira, às 17:45. Às 18:30 resolvemos olhar um pouco a nossa volta e todas as mesas estavam ocupadas, é coisa de louco.


Começamos os trabalhos pedindo os clássicos Iced tea, servidos em caneconas estilosas (cujo modelo mudou desde o…

Surah

Pelo mesmo amigo que nos levou ao Miss Korea, conhecemos o Surah, que também é um lugar de churrasco coreano só que desta vez mais perto de casa e com um esquema muito mais em conta: 30 dólares por pessoa e podendo comer tudo à vontade - inclusive dá para ser o maluquinho dos frutos do mar e se entupir só de camarão, coisa que não faço porque tenho preguiça de tirar a casca de todos e vamos combinar que uma carne fritinha é muito mais interessante, hehe.


O ambiente é todo coreano, inclusive as músicas, e foi muito bom ter novamente alguém que sabia o que pedir e ainda pedir no idioma original, haha. Há muitas mesas, muita conversa e mesmo assim os funcionários se desdobravam para atender todos. O difícil deste tipo de lugar é que eles precisam ficar de olho nas carnes das grelhas de todas as mesas, se estão boas, se precisam ser repostas, cortadas, etc. A gente não se importava de cuidar da nossa própria carne e mesmo assim sempre alguém aparecia para cuidar da nossa grelha.


Além das…