quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Fresh Direct

Aqui no nordeste dos EUA é muito difícil achar verduras, frutas e legumes decentes porque não há muita produção diversificada e o clima também não ajuda. Durante muitos meses tudo vem de outros lugares e as frutas são as primeiras a sofrerem: são colhidas verdes demais e não têm tempo de desenvolver o sabor e a doçura corretas. O que pega mesmo para mim é não achar o que quero comer ou, quando acho, é caro e feio. Não sou das pessoas mais naturebas do mundo mas sei que infelizmente não posso viver de Burger King e Pizza Hut, hehe.

Desta vez foi o cachorro que ficou curioso com a caixa!

Usei por quase 2 meses o Fresh Direct, que é uma feira online que te entrega tudo com data e período de horas marcados (exemplo: entrega pra quarta entre 3 e 5 da tarde). Outra vantagem é que se a entrega fosse agendada de terça à quinta eu tinha 5 dólares de desconto, hoho!

Caminhão chamativo pra você saber que as suas compras estão chegando

Adorei a variedade e eles até vendem alguns produtos de mercado e pratos semi prontos também. Foi o único lugar até agora que encontrei croissant de presunto e queijo e nossa, como eu gosto disso. Eles vêm congelados, semi prontos e são muito bem feitinhos. A parte mais chata da coisa foi o processo de criar a conta e fechar o pedido: o formulário deles é horrível e as mensagens de erro pouco claras. Por um momento tive vontade de desistir da minha compra!

Na verdade é um saco de papel normal, nenhuma mágica aconteceu

Fiquei com receio, a princípio, de comprar morangos em uma das compras, que eram da mesma marca que podia ser encontrada no supermercado e eu já vi alguns em estado deploráveis. Resolvi arriscar porque precisava muito para fazer uma sobremesa (merengue de morango, hehe). Para minha surpresa eles vieram lindos, como nunca tinha visto antes! As maçãs pareciam grandes demais para serem orgânicas mas estavam ótimas. Pedi leite e ovos, chegaram todos inteiros e conservados.
Enfim, todos os meus pedidos vieram corretíssimos!


Talvez no futuro eu ainda faça uma compra ou outra porque alguns produtos eu só encontrei por lá. Os motoristas também foram todos pontuais e simpáticos, o ruim é que moro em apartamento e eles tinham um problemão para encontrar onde eu morava (por causa do maldito forumlário mal feito, de novo), logo eu tinha que descer e subir as caixas. No geral, os produtos lá são mais caros que a média mas valem pela conveniência. Se eu morasse em uma casa, provavelmente compraria mais e compensaria pagar o plano anual de entrega!

Cachorro desapontado com a caixa vazia e nada para ele xD

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Pho.366

Cheguei ao Pho.366 completamente de surpresa e jamais esperaria que houvesse um restaurante especializado em pho no meio do Bom Retiro, perto de várias lojas que eu já conhecia antes por serem mais em conta, hehe. Parece que os coreanos curtem muito e daí a localização - o que faz sentido porque onde moro também tem muitas famílias coreanas por perto e... restaurantes de pho.

Para quem nunca ouviu falar no pho: é um prato vietinamita de macarrão fininho a base de arroz em uma sopa que começa com ossos e carne sendo fervidos por muitas horas e geralmente temperado com diversas especiarias como canela, cravo, anis, gengibre, etc. Depois de pronto ainda é possível colocar limão e (ARGH) coentro.


O ambiente é bem clean, moderno e um pouquito apertado. Não enfrentamos nenhuma espera porém o salão estava cheio. Os tipos de prato facilitam que pessoas entrem, comam e saiam rápido para darem lugar à outras pessoas, embora ninguém seja forçado a isso.


Começamos muito bem com um pratão de entrada com verduras, carnes e legumes para serem montados em wrap usando uma "folha" muito fina e transparente feita de arroz. No começo foi difícil montar um decente (aquela tendência gorda de colocar mais recheio que a folha pode suportar), depois de um tempo as coisas ficam mais fáceis. Parece ser muito leve e quando você menos imagina *PAM*, metade do seu estômago já está ocupado!


Não terminamos a entrada e os phos chegaram, lindos, cheirosos e em porções muito generosas. O de frutos do mar era apimentado e eu passei, deixei-o para ser apreciado por quem realmente curte; e comi quase tudo do outro, de fraldinha. A sopa é bem leve e cheia de detalhes ao mesmo tempo; e a carne, cortada bem fininha, continuava seguindo esta linha. E quando você acha que está tudo bem e flutuante *KAPLAM*, seu estômago está inchado e surgem as dúvidas sobre quando você vai conseguir se levantar da mesa.

Recomendo ainda o café vietinamita, que é um café até que fortinho acompanhado de muito leite condensado. Que ideia perfeita, os dois combinam muito bem!


Uma última dica, importantíssima, é que o lugar não aceita cartões de crédito e encontrar um lugar seguro por perto para sacar é bem complicado. Deixe reservado algumas notas na carteira antes.

Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu rolando feliz e não fez comprinhas na José Paulino
  • Preju: os phos custam na faixa de R$30, a entrada foi bem cara mas não sei quanto foi. No fim a conta deu mais de R$100 o.O
  • Unidade visitada: 
    • Rua Silva Pinto, 366 - Bom Retiro
    • (11) 3807-6141
  • Horário de funcionamento: 
    • Segunda à quinta, das 11:30 às 15:00 e das 17:30 às 20:00
    • Sexta e sábado, das 11:30 às 15:00 e das 15:30 às 21:00

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Café Mocotó

Já tentei ir no Mocotó, demorei um bom tempo pra conseguir chegar no lado norte da cidade, a fila era gigante e renderia umas boas horas de espera e pro Esquina Mocotó a previsão era pior ainda porque eles fechariam antes de chegar a nossa vez! Claro que fiquei felicíssima ao saber da existência do Café Mocotó no Mercado de Pinheiros, muito mais fácil de chegar e com esquema mais dinâmico, o que faz com que você saia com alguma comida mesmo encarando uma fila chata.

Conseguimos chegar bem no começo do horário do almoço e praticamente todas as mesas do lado de fora estavam disponíveis. A fila estava bem pequena e não tive maiores problemas. Quando sai a fila já estava bem maior e muitos lugares já estavam ocupados. Mesmo que se dê o azar de chegar no horário de pico, ainda dá para comer em pé por ali em algum canto!


A maior desvantagem é o cardápio miniatura da matriz (bem como a cozinha, tanto que muita comida nem era preparada ali e provavelmente é recebida semi pronta) mas pelo menos tinha o que eu queria muito experimentar: o baião de dois e os dadinhos de tapioca. Adorei os dois, muito bem preparados e cheios de sabor, mesmo tendo coentro - que é uma das coisas que mais odeio nessa vida. Ah, o baião tinha opção de vir com carne de sol ou de panela e qualquer uma das duas são boas. Também achei que o tempero seria no geral mais apimentado e graçasadeus eu estava errada a respeito disso!


Pegar um cebiche na Comedoria Gonzales e almoçar um baião de dois é o combo perfeito do mercadão. Ainda há outros boxes com coisas interessantes para se levar para casa!


Ficha feliz:

  • Satisfação da gordinha: saiu muito feliz porque descobriu o almoço perfeito no mercadão
  • Preju: a média dos pratos é lá pelos R$20
  • Unidade visitada:
    • R. Pedro Cristi, 89 - box 62/63
    • Mercado Municipal de Pinheiros
    • (11) 3031-7932 
    • cafe@mocoto.com.br
  • Horário de funcionamento: segunda à sábado, das 8:00 às 17:00
  • Site: http://www.mocoto.com.br

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Meu Udon

Eu já conhecia a fama do Meu Udon (e do moço bacana que viajou, estudou e resolveu fazer um udon de verdade no Brasil) desde quando ele ainda era Meu gohan e só abria no fim de semana em um boteco estranho na Vila Mariana. Fico muito feliz que tenha rolado esse upgrade de ambiente e ainda por cima com a facilidade de estar ao lado do Kazu que vende bolinhos gostosos como sobremesa, hehe!

Udon alheio, acho que é de kare. Ick.

Tenho a impressão que pedi a mesma coisa que da outra vez, o Bukake udon, que é o caldo básico um pouco mais forte. Continua muito bom e a massa do udon ainda é mágica, macia e feliz. Ainda pedi o kabocha de acompanhamento e um tempura de legumes.
Mesmo estando em um lugar mais caro, os preços ainda continuam excelentes e dá vontade de almoçar lá todos os dias. O menu também aumentou e definitivamente eles não se limitam mais a 60 porções por dia!


Nào preciso dizer que adoro o lugar, recomendo para quem perguntar (e quem não também) e acho que é um dos meus lugares favoritos da Libedade. Muito bom ter opções de udon e ramen (com o Jojo) dignos em São Paulo, agora só falta um lugar profissional de soba para minha felicidade ser completa - e sim, eu sei que isso é pedir demais.
Ah sim, e o moço udon master está sempre de olho na saída, agradecendo os clientes que já limparam seus chawans. Nem precisava e isso é muito bacana!

Ficha feliz:

  • Satisfação da gordinha: saiu satisfeita feliz e saltindando em direção à sobremesa :D
  • Preju: não lembro ao certo, mas era entre R$15 e R$20
  • Unidade visitada:
    • Rua Thomaz Gonzaga, 84/90 
    • Espaço Kazu, 1°Andar, escadas à esquerda - Liberdade
    • (11) 3203-1588
  • Horário de funcionamento:
    • Terça à sábado, das 11:30 às 15:30 e das 18:00 às 22:30
    • Domingo, das 11:30 às 15:30 e das 18:00 às 21:00
  • Site: https://www.facebook.com/meuudon

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Fratelli Gelato

Neste lugar já teve um Diletto e um Brownie Shop e agora é o Fratelli Gelato. Espero que eles durem lá para sempre (ou ganhem um upgrade para um lugar maior e melhor) porque com certeza os gelatos deles são muito melhores que as opções anteriores e, como o Diletto até que ficou bastante tempo, tenho esperanças que o negócio continue indo bem!


Falando um pouco mais deles, basicamente são sensacionais e maravilhosos. Fui umas 3 vezes no período de um mês e gostei de todos os sabores que experimentei. Eles mudam as variedades toda semana, não tem como enjoar mas ao mesmo tempo você fica na agonia em saber quando o seu sabor favorito vai voltar (no meu caso, maçã. Finalmente ouviram minhas preces!!! Deu certo mesmo, sorveterias que me ignoraram!). Os sabores de fruta são como comer a fruta de um jeito mais gostoso, geralmente são meus favoritos, e o de torta de limão é ótimo para quem não pode muito com ácidos.


As massas ficam girando o tempo todo para manter sempre uma textura cremosa e linda. Ainda há opção de por uma farofinha de amendoim ou uma calda de chocolate bem tentadora.
Para melhorar a situação, o atendimento é lindo. Não se acanhe em experimentar os sabores que quiser, ninguém vai te julgar com o olhar! São todos muito simpáticos e já reconhecem a minha família de longe, viramos clientes preferenciais, hehe.


Não tem porque não pegar um potinho depois de jantar na praça de alimentação. Os preços são bons, os gelatos e o atendimento também. Já estou com saudades!


Ficha feliz:

  • Satisfação da gordinha: saiu pulando feliz várias vezes
  • Preju: R$10 o pequeno, não comprei outro tamanho, hehe
  • Unidade visitada: 
    • Avenida Rebouças, 3970 - Pinheiros
    • aka Shopping Eldorado, 2º piso, perto da escada rolante que fica no meio 
    • (11) 5083-4648
  • contato@fratelligelato.com.br
  • Site: http://fratelligelato.com.br

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Chá yê

Finalmente posso dizer de novo que conheço todas as casas de chá de São Paulo! E não só isso, que conheço um lugar muito bom para se tomar um chazinho e comer algo bacana para acompanhar. A Chá yê segue uma tendência mais chinesa enquanto as outras no geral se preocupam mais com a naturabelidade da coisa. Não é porque a gente gosta de chá que estamos afins de cortar o glúten e a gordura, não é mesmo?


Pedimos um oolong e um chá preto que não me lembro ao certo qual era e ambos eram muito bons! Bem preparados e de qualidade! A xícara para tomar é um pouco pequena, embora seja correta e ajude a esfriar o chá mais rápido. Pode ser um problema para bebedores ogros que estão acostumados com caneconas de meio litro (eu? Imagine!). No set vem um bule lindo, uma jarra para passar o chá depois de pronto (e assim ele não amarga por ficar tempo demais em contato com as ervas) e as duas mini xícaras. Cada bule rende umas 4 rodadas de chá e a água não demorou para ser reposta em todas as vezes.


Como íamos jantar em outro lugar, pedimos só uma costelinha embebida em chá acompanhada por pãozinhos bao, branquinhos e macios. Não sei qual foi a diferença do chá na receita mas as costelas estavam boas e bem despedaçantes.


Acabei de conhecer e já ocupa o segundo lugar no meu ranking de coração - e tá ótimo porque bater a Ó-chá é missão impossível. Recomendo muito para quem curte um chá tradicionalzão, sem muita firula e comidinhas chinesas enquanto bate um papo com os amigos. Ah, pelo lado de fora do balcão, são vendidos nikumans (ou baozi) que podem ser consumidos nas mesas na calçada ou levados para casa. Queria ter experimentado, fica pra próxima!

Ficha feliz:
  • Satisfação da gordinha: saiu feliz e com a missão cumprida
  • Preju: não lembro direito, acho que um bule de chá era em torno de R$10
  • Unidade visitada: 
    • Rua Fradique Coutinho, 344 - Pinheiros
    • Perto da Rua Teodoro Sampaio
    • (11) 3360-7003
  • Horário de funcionamento: 
    • Terça, das 12:00 às 18:00
    • Quarta à sábado, das 12:00 às 23:00
    • Domingo, das 13:00 às 17:30
  • Site: https://www.chaye.com.br

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Jojo Ramen

Todo mundo já foi; já passou pelo perrengue de esperar por 3, 4 horas; Koitani já voltou pro Japão (e parece ter levado parte da magia com ele também) e só agora tive a chance de conhecer o Jojo Ramen!

Na falta de uma, fui duas vezes, ambas durante a semana e no começo do horário da janta (umas 19 horas). Não esperamos quase nada! Os pedidos chegaram rápido e o nível de simplicidade e falta de frescura eram na medida certa. Acho ótimo comer um ramen em paz e não ser chutada pra fora como no Aska!



Na primeira vez pedi o Miso Ramen e foi amor à primeira vista (na verdade eu já tenho uma queda crônica por comidas com miso, hehe). Adorei, bom demais! A carne era maravilhosa, o caldo grossinho, bem concentrado (que poderia ser por causa da banha, mas enfim) e cheio de sabor e alho. Acabei com uma tigela bem rápido! *-*



Já que tive uma segunda chance, experimentei o Tsukemen, que é o ramen cujo molho vem à parte (provavelmente por ser mais forte). Nunca tinha comido um desse tipo e gostei bastante também! Vale a pena experimentar uma vez, mas ainda prefiro o jeito tradicional! Também experimentei os karages, que são pedacinhos de frango muito bem fritos. Curti porém ainda acho que eles são bem opcionais!

Sei que os choux cream da casa são feitos pela maraviwonderful Vivi Wakuda e são os meus favoritos da cidade. Mesmo assim passei reto por eles porque... que preço é esse, minha gente? Era tão baratinho na época do Sweet Deli! É muita exploração dos gordinhos que não resistem a uma boa sobremesa!

Ganha o título de melhor ramen de São Paulo fááácil, os outros ainda estão muito longe deste nível. O preço pode ser maior que vale muito a pena! Inclusive acho difícil voltar nos ramens que conhecia antes sabendo que o Jojo está ali, me esperando. xD


Ficha feliz:

  • Satisfação da gordinha: saiu rolando quentinha feliz da vida, aiai
  • Preju: ramens na faixa dos R$30 e pouco, acompanhamentos R$15
  • Unidade visitada: 
    • Rua Doutor Rafael de Barros, 262 - Paraíso
    • Pertinho da Paulista, na altura do Shopping Paulista
    • (11) 3262-1654
  • Horário de funcionamento: 
    • Segunda à sexta, das 11:30 às 14:30 e das 18:00 às 22:00
    • Sábado, das 12:00 às 15:00 e das 19:00 às 22:00
  • Site: http://www.jojoramen.com.br